Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

domingo, maio 21, 2006

FAQ - Análise Técnica

O que é análise técnica ?
É a maneira de analisar o mercado através da observação e interpretação dos gráficos. Nesses gráficos podem ser identificados situações favoráveis para operações de compra e venda.

Por que ver gráficos ?
Não basta saber a cotação atual de uma ação, opção ou outro ativo! É preciso contextualizar essa informação! Por exemplo, é preciso saber se há ofertas de compra ou de venda, qual tem sido o volume para o ativo, quantos negócios têm sido feitos nos últimos pregões. E há perguntas que só são respondidas pelos gráficos: "Esse é o maior preço já alcançado?". "O menor preço no mês?". "O maior preço com volume significativo?", "Qual a evolução desses preços em dólares?".

Ver gráficos é a "capacidade de compreensão do mercado como um todo", diz um famoso professor de Análise Técnica.

O exame da série de preços (e respectivas quantidades negociadas), aliado a algumas rotinas matemáticas pré-programadas, pode ajudar a prever o comportamento futuro dos preços; pode ajudar a entender e prever o comportamento da massa dos investidores naquele papel, antecipando as suas ações e apontando excelentes oportunidades de lucros.

Como a Análise Técnica estuda o mercado ?
Através de indicadores, ferramentas e diagramas, solicitados e configurados pelo operador do programa, e desenhado sobre ou à parte da curva de preços. Esses recursos são genericamente chamados de "estudos".

O que é suporte ?
Suporte é uma zona de preços onde muitos compradores surgem e impedem que os preços continuem caindo. É uma zona psicológica e , na maioria das vezes formada pela memória das pessoas que operam aquele papel.

O que é resistência ?
Resistência é uma zona de preços onde surgem muitos vendedores, que assim sendo impedem que os preços continuem subindo. Também formada pela memoria das pessoas.

O que é tendência ?
Os preços se movem em tendências. Uma tendência de alta é formada quando os preços descrevem uma trajetória de topos e fundos ascendentes. Uma tendência de baixa acontece quando os preços apresentam topos e fundos descendentes nos gráficos. Uma tendência lateral ocorre quando os preços fazem topos e fundos no mesmo nível.

O que é linha de suporte ?
Uma linha que une dois ou mais fundos de preços no mesmo nivel.

O que é Linha de tendencia de Alta (LTA) ?
É uma linha desenhada que une os fundos de um movimento de alta de um papel dessa maneira tem inclinação positiva. Se nome também poderia ser Linha de suporte inclinada.

O que é linha de resistencia ?
Uma linha que une dois ou mais topos de preço que estão no mesmo nivel.

O que é um investidor ?
Sujeito que utiliza conceitos de economia e macroeconomia, analise do balanço patrimonial e outros para identifica empresas solidas que sejam boas para se comprar e ficar comprado por varios anos. São fundamentalistas.

O que é um Trader Técnico ?
É um individuo que usa unica e EXCLUSIVAMENTE os indicativos do grafico para executar suas compras e vendas. Não se baseia em notícias, não olha os balanços, sua única e absoluta ferramenta é a análise técnica. Efetuando suas operações dentro de rigorosos conceitos de manejo de risco, controle da curva de capital e estudos de padrões técnicos. No Brasil a quantidade de pessoas usando análise técnica tem aumentado sensivelmente.

Principais indicadores:
Média Móvel - aritmética, exponencial, ponderada, e envelopes
IFR- Índice de Força Relativa
IVR – Índice de Volatilidade Relativa
Estocástico - simples ou lento
MACD - linhas, histograma, ou diferenças
Volume - quantidade, volume, negócios, contratos em aberto
Volume Change
Parabólico
Retas de Apoio - qualquer número de retas sobre o gráfico
Correções de Fibonacci - qualquer número de diagramas
DMI / ADX
Time Lines
Bollinger Bands - também sobre as mínimas, máximas ou aberturas
CCI –Commodity Channel Index - DCCI
Didi Index
Momentum - ROC e Porcentagem ROC
Volatilidade Histórica
TRIX/TRIXM
OBV - On Balance Volume

Bookmark and Share

terça-feira, dezembro 20, 2005

FAQ - Mercado Acionário

Como funciona a Bolsa de Valores?
A Bolsa de Valores é o lugar onde as ações são negociadas. A movimentação do mercado é altamente influenciada pela conjuntura econômica. Por exemplo, se é descoberta uma jazida de petróleo na Bacia de Campos, as ações da Petrobras tendem a subir. No Brasil as ações são negociadas na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo). Somente operadores de corretoras podem atuar nos pregões. Os investidores devem fazer seus pedidos de compra e venda às corretoras que têm a custódia de suas ações.


Qual o valor mínimo exigido para se investir na Bolsa de Valores?
Não há valor mínimo. Entretanto, os custos podem tornar desinteressantes as aplicações de valores muito baixos.


Como funciona o mercado de ações?
Ações são títulos representativos do capital de uma empresa, vendidos a pessoas físicas e jurídicas. Quando uma empresa abre seu capital na Bolsa, ela tem como objetivo captar recursos financeiros para expandir seus negócios.


A idéia é simples: se a empresa tem uma boa performance (realização de lucro, consolidação de sua posição no mercado etc.), os investidores recebem dividendos, isto é, participação nos lucros proporcional à quantidade de ações da empresa de que dispõem.


O que é custódia?
É a administração e conservação de valores mobiliários e de outros instrumentos financeiros feita pela CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia). A CBLC é uma organização auto-reguladora supervisionada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).


Depois de confirmado, meu negócio pode ser cancelado?
A indicação de execução de determinada ordem não representa negócio irrevogável, pois caso se constate na transação qualquer infração às normas do mercado de valores mobiliários, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) e a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) têm poderes para cancelar os negócios realizados. Dessa forma, as ordens transmitidas à corretora, diretamente pelo sistema HomeBroker, somente serão consideradas efetivamente executadas quando não se constatar qualquer infração às normas e depois de esgotados os prazos para realização dos procedimentos especiais previstos na Instrução CVM nº 168.


Qual o risco de se adquirir uma opção de compra?
O risco do titular (comprador) de uma opção está limitado ao valor pago pelas opções (o prêmio). No entanto, é necessário que o investidor esteja consciente de que poderá perder até a totalidade de seu investimento se o comportamento do preço à vista, após a aquisição das opções e até o seu vencimento, não for favorável à sua posição (as opções são válidas apenas por determinado período, ao final do qual expiram).


No caso das opções de compra, se o titular permanecer de posse da opção até o vencimento e, nessa data, o preço à vista da ação-objeto estiver abaixo do preço de exercício (definido no contrato de opção), ele não a exercerá (não seria vantajoso comprar as ações a um preço maior do que o do mercado) nem conseguirá vendê-las para outro investidor. No jargão do mercado, a opção terá virado pó e o investidor terá perdido todo o valor investido.


O que significa uma opção virar pó?
Se no vencimento das opções de compra o preço à vista do papel for inferior ao seu preço de exercício, não será vantajoso para o investidor que a possui (o titular) exercê-la, ou seja, vender a opção. Como as opções expiram (perdem sua validade) na data de vencimento, elas também não terão qualquer valor de negociação, pois não existirão investidores interessados em comprá-las. No jargão do mercado, as opções terão virado pó, o que significa que o investidor perdeu a totalidade do valor investido (o prêmio pago).


Qual o risco na venda a descoberto de opções?
O lançamento de opções de compra a descoberto (recebimento de uma quantia em dinheiro/prêmio para assumir o compromisso de vender ações), que o investidor não possui, é uma estratégia que envolve um elevado grau de risco.


O titular desta opção, ou seja, o investidor que pagou o prêmio para o lançador assumir o compromisso, somente vai exercê-la se isso for interessante para ele. Na prática, se o preço do papel à vista for superior ao preço de exercício da opção. Para o lançador, isso significa que ele será obrigado a adquirir as ações no mercado a vista para entregá-las pelo preço de exercício.


A partir do momento em que a diferença entre o preço à vista e o de exercício for maior que o prêmio recebido, o lançador estará incorrendo em prejuízo, que aumentará de acordo com a valorização da cotação à vista.


Outro aspecto a ser considerado nessa estratégia é que, durante toda a vigência de sua posição, o lançador descoberto estará obrigado a depositar garantias para cobrir os prejuízos potenciais da operação, cujo valor é calculado diariamente.


As opções têm prazo de expiração?
É importante que o investidor que adquiriu uma opção (o titular) esteja consciente de que seu direito de exercer a opção é válido apenas durante o período de vigência. Após a data de vencimento, a opção expira, perdendo totalmente sua validade.


Vale destacar que, na Bovespa, o exercício da opção não é automático e ele deve ser solicitado pelo titular da opção. Isso significa que, mesmo nos casos em que o exercício é claramente vantajoso para o titular, ele somente ocorrerá se for comandado pela corretora, que atenderá às instruções recebidas do titular. O pedido de exercício pode ser transmitido pelo investidor à corretora por e-mail, telefone, fax ou outro meio previamente acertado entre ambos.


Na hipótese de um titular, nessas condições, deixar de solicitar o exercício, a opção vai expirar e o investidor, além de não ter se aproveitado de uma situação vantajosa, ainda perderá integralmente o prêmio pago quando da aquisição das opções.


O que é Liquidação Física?
É a entrega dos títulos à Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) pela corretora que representa o "vendedor". Ocorre no segundo dia útil após a realização do negócio em pregão (D+2). As ações só ficam disponíveis ao "comprador" após a liquidação financeira.


O que é Liquidação Financeira?
Compreende o pagamento do valor total da operação pela corretora intermediária do "comprador" e o respectivo recebimento pelo "vendedor". Ocorre no terceiro dia útil após a realização do negócio em pregão (D+3).


O que é a Formação de Preços no mercado de ações?
Os preços são formados em pregão pela dinâmica das forças de oferta e demanda de cada papel, o que torna a cotação praticada um indicador confiável do valor que o mercado atribui às diferentes ações. A maior ou menor oferta e procura por determinado papel está diretamente relacionada ao comportamento histórico dos preços e, sobretudo, às perspectivas futuras da empresa emissora, incluindo sua política de dividendos, prognósticos de expansão de seu mercado e dos seus lucros, influência da política econômica sobre as atividades da empresa etc.


O que é Mercado Fracionário?
É o mercado onde se negocia um número de ações inferior ao lote-padrão. Por exemplo, um papel é negociado em lote-padrão de 1.000 ações. Se você quer comprar 10 mil ações, é preciso procurar o mercado inteiro para negociar. Entretanto, se o investidor desejar comprar, por exemplo, 6.500 ações o procedimento é outro. As 6 mil ações serão negociadas no mercado inteiro (equivalentes a 6 lotes) e as 500 ações restantes no mercado fracionário.


Como é feita a negociação no Mercado à Vista?
A realização de negócios no mercado à vista requer a intermediação de uma corretora que esteja credenciada a executar em pregão a ordem de compra ou venda de seu cliente, através de um de seus operadores. O Sistema Eletrônico de Negociação permite às corretoras cumprir as ordens de clientes diretamente de seus escritórios. Pelo Sistema, a oferta de compra ou venda é feita através de terminais de computador. O encontro das ofertas e o fechamento de negócios são realizados automaticamente pelos computadores.


O preço das ações na Bolsa não é o próprio preço justo?
Não. Ele reflete uma média de expectativas entre compradores e vendedores da ação. A cotação da Bolsa é um dado de mercado. O preço justo é uma avaliação individual.


Como é definido o Grau de Liquidez de uma ação?
É definido pela capacidade de comprar ou vender a ação. Uma ação de alta liquidez pode ser comprada ou vendida, na quantidade desejada, de imediato ao preço do mercado (sem fazer o preço variar significativamente). A liquidez é estimada a partir de três indicadores:


a) Índice de Negociabilidade: valor total negociado da ação em função do valor total negociado na Bolsa;


b) Índice de Negócios: número total de negócios da ação em função do número total de negócios da Bolsa;


c) Índice de Presença: número total de pregões onde se negociou a ação em função do número total de pregões.


O que é desdobramento do número de ações?
O desdobramento ocorre quando uma empresa emite um determinado número de ações novas para cada ação antiga (já existente). A proporção pode ser de uma, duas, três ou até mesmo de dezenas de novas ações para cada ação antiga.


O que é o Fundo 157?
É um fundo, já extinto, referente aos impostos devidos por pessoas que declararam Imposto de Renda nos exercícios do período de 1967 a 1983. Somente as pessoas que declararam IR nesse período podem, ainda, possuir aplicação no referido fundo e pedir o resgate dos valores. Não existe prazo para o resgate do investimento.


O cotista do Fundo 157 deve dirigir-se à instituição na qual efetuou a aplicação manifestando sua pretensão de resgate ou procurar a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) caso não saiba onde aplicou as cotas.


Caso a aplicação tenha sido feita em uma instituição financeira já extinta, o cotista deve procurar a CVM para saber em qual instituição o dinheiro está aplicado. Para saber valores e outros detalhes, o aplicador deverá se dirigir à instituição informada. Os cotistas que já tiverem resgatado suas aplicações a partir de 1996, não possuem cotas a resgatar.


O que é a conta investimento?
É uma conta corrente de depósitos para investimento para realização de aplicações financeiras, sem retenção de CPMF. Foi criada pela Lei nº. 10.892, de 13 de julho de 2004, ajustada pela Medida Provisória nº. 206, de 6 de agosto de 2004, e regulamentada pela Receita Federal pela Instrução Normativa nº. 450, de 21 de setembro de 2004. Esta conta passou a ser utilizada a partir de 1º de outubro de 2004.

Bookmark and Share
Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.